Espiritismo

https://blogoliviaespirita.blogspot.com.br/2016/08/espiritismo-tem-dogmas-o-espiritismo.html



http://www.institutoandreluiz.org/espiritismo.html



O QUE É ESPIRITISMO?



É o conjunto de princípios e leis, revelados pelos Espíritos Superiores, contidos nas obras de Allan Kardec que constituem a Codificação Espírita:



O Livro dos Espíritos,

O Livro dos Médiuns,

O Evangelho segundo o Espiritismo,

O Céu e o Inferno e A Gênese.



“O Espiritismo é uma ciência que trata da natureza, origem e destino dos Espíritos, bem como de suas relações com o mundo corporal.”



Allan Kardec (O que é o Espiritismo – Preâmbulo)



“O Espiritismo realiza o que Jesus disse do Consolador prometido:

conhecimento das coisas, fazendo que o homem saiba donde vem, para onde vai e por que está na Terra; atrai para os verdadeiros princípios da lei de Deus e consola pela fé e pela esperança.”



Allan Kardec (O Evangelho segundo o Espiritismo

– cap. VI – 4).



O QUE REVELA:

Revela conceitos novos e mais aprofundados a respeito de Deus, do Universo, dos Homens, dos Espíritos e das Leis que regem a vida.
Revela, ainda, o que somos, de onde viemos, para onde vamos, qual o objetivo da nossa existência e qual a razão da dor e do sofrimento.




SUA ABRANGÊNCIA:
Trazendo conceitos novos sobre o homem e tudo o que o cerca, o Espiritismo toca em todas as áreas do conhecimento, das atividades e do comportamento humanos, abrindo uma nova era para a regeneração da Humanidade.
Pode e deve ser estudado, analisado e praticado em todos os aspectos fundamentais da vida, tais como: científico, filosófico, religioso, ético, moral, educacional, social.




SEUS ENSINOS FUNDAMENTAIS:
Deus é a inteligência suprema, causa primeira de todas as coisas. é eterno, imutável, imaterial, único, onipotente, soberanamente justo e bom.




O Universo é criação de Deus. Abrange todos os seres racionais e irracionais, animados e inanimados, materiais e imateriais.



Além do mundo corporal, habitação dos Espíritos encarnados, que são os homens, existe o mundo espiritual, habitação dos Espíritos desencarnados.



No Universo há outros mundos habitados, com seres de diferentes graus de evolução: iguais, mais evoluídos e menos evoluídos que os homens.
Todas as leis da Natureza são leis divinas, pois que Deus é o seu autor.




Abrangem tanto as leis físicas como as leis morais.
O homem é um Espírito encarnado em um corpo material.




O perispírito é o corpo semimaterial que une o Espírito ao corpo material.



Os Espíritos são os seres inteligentes da criação. Constituem o mundo dos Espíritos, que preexiste e sobrevive a tudo.
Os Espíritos são criados simples e ignorantes. Evoluem, intelectual e moralmente, passando de uma ordem inferior para outra mais elevada, até a perfeição, onde gozam de inalterável felicidade.




Os Espíritos preservam sua individualidade, antes, durante e depois de cada encarnação.
Os Espíritos reencarnam tantas vezes quantas forem necessárias ao seu próprio aprimoramento.
Os Espíritos evoluem sempre. Em suas múltiplas existências corpóreas podem estacionar, mas nunca regridem. A rapidez do seu progresso intelectual e moral depende dos esforços que façam para chegar à perfeição.


Os Espíritos pertencem a diferentes ordens, conforme o grau de perfeição que tenham alcançado: Espíritos Puros, que atingiram a perfeição máxima;

Bons Espíritos, nos quais o desejo do bem é o que predomina;

Espíritos Imperfeitos, caracterizados pela ignorância, pelo desejo do mal e pelas paixões inferiores.
As relações dos Espíritos com os homens são constantes e sempre existiram.


Os bons Espíritos nos atraem para o bem, sustentam-nos nas provas da vida e nos ajudam a suportá-las com coragem e resignação.

Os imperfeitos nos induzem ao erro.



Jesus é o guia e modelo para toda a Humanidade.



E a Doutrina que ensinou e exemplificou é a expressão mais pura da Lei de Deus.

A moral do Cristo, contida no Evangelho, é o roteiro para a evolução segura de todos os homens, e a sua prática é a solução para todos os problemas humanos e o objetivo a ser atingido pela Humanidade.

O homem tem o livre-arbítrio para agir, mas responde pelas conseqüências de suas ações.
A vida futura reserva aos homens penas e gozos compatíveis com o procedimento de respeito ou não à Lei de Deus.




A prece é um ato de adoração a Deus. Está na lei natural e é o resultado de um sentimento inato no homem, assim como é inata a idéia da existência do Criador.
A prece torna melhor o homem. Aquele que ora com fervor e confiança se faz mais forte contra as tentações do mal e Deus lhe envia bons Espíritos para assisti-lo. é este um socorro que jamais se lhe recusa, quando pedido com sinceridade.




(Fonte: FEB e SobreSites)






Pesquisar este blog

Rádio Bom Espírito

Rádio Bom Espírito
24 horas por dia uma programação exclusivamente espírita para todos vocês.

Arquivo do blog

Role a barra

ROLE A BARRA PARA VER TODAS AS PUBLICAÇÕES


Tradutor Google

BEM VINDOS À ÊSSE BLOG

BEM VINDOS À ESSE BLOG


Kardec diz:


"Conhece-se o verdadeiro espíríta pela sua transformação moral e pelo esforço que emprega para domar suas más inclinações"


Seja Bem Vindo!



"Para mim, as diferentes religiões são lindas flores, provenientes do mesmo jardim.

Ou são ramos da mesma árvore majestosa.
Portanto, são todas verdadeiras."

Mahatma Gandhi








segunda-feira, 25 de março de 2013

A herança




O mundo moderno prescreve previdência em todos os atos. É assim que companhias seguradoras trabalham, incentivando os pais de família a comprarem apólices de seguro de vida. 

A propaganda fala de como haverão de ficar os filhos, em caso de morte de um ou de ambos os pais. Sozinhos, sem dinheiro. Ao menos, que se lhes assegure o necessário para viver e as condições para estudarem. 

Alguns pais, além de apólices de seguro, se preocupam também em deixar muitos bens para os seus filhos. Em especial aqueles que sofreram muitas agruras em sua infância e não desejam que os filhos passem pela mesma experiência. Esmeram-se, portanto, em adquirir propriedades, jóias e tudo o mais que possam deixar como herança para os seus, depois que partirem. 

Tal forma de agir nos recorda da história de um homem muito rico que mandou seu filho estudar em outro país. Desejava que seu filho se tornasse um homem instruído, dominando as ciências, tanto quanto conhecesse o mundo para além das fronteiras do próprio país. 

Enquanto o filho cumpria, com satisfação, os anseios paternos, aconteceu que o pai adoeceu gravemente. Percebendo que a morte se avizinhava, chamou o tabelião à sua casa, reuniu testemunhas e ditou as suas últimas vontades. 

Para o seu escravo, aquele que dele cuidava com desvelo, deixou as suas terras, as contas bancárias, as jóias, tudo enfim. 

Para o seu filho, que se encontrava distante, assegurava a possibilidade de escolher o que ele desejaria herdar. E morreu. 

O escravo, tão logo morreu o seu senhor, providenciou um enterro pomposo e tomou posse de tudo. 

Começou a tomar decisões, administrando muito bem todo o patrimônio. Ao mesmo tempo, despachou um outro escravo para que fosse em busca do filho do ex-patrão e lhe desse a notícia da morte do pai. 

O filho voltou com rapidez e ficou muito magoado. Procurou o advogado da família e foi chorar em seu ombro. 

Afinal, por que o pai fizera aquilo com ele? Por que dera todos os seus bens para um escravo, não lhe deixando nada? Ele não se lembrava de ter ferido o pai, de o ter desrespeitado. Por que, então? 

O advogado, homem ponderado, lhe falou: 

- Rapaz, ao deixar todos os seus bens para o escravo, seu pai usou de sabedoria. Se ele tivesse deixado para você, é possível que depois de sua morte, antes que você soubesse do ocorrido, os próprios escravos dilapidassem o seu patrimônio e pouco lhe sobraria. 

Deixando os bens ao escravo, ele os preservou. Deixando a você a possibilidade de escolher o que desejasse herdar, lhe deu a chance de escolher o escravo. Como tudo o que é do escravo, é do senhor, tudo lhe pertencerá. 

Para esse nobre servidor conceda a liberdade, o maior de todos os bens, e providencie para que ele tenha uma vida digna com sua família. Aja com a sabedoria do seu pai. 

*** 

O maior tesouro que os pais podem deixar como herança aos seus filhos são os valores morais. 

A honra, a verdade, o trabalho, a dignidade, esses não acabam nunca e são eles que constróem o mundo feliz que todos desejamos. 

Ao mesmo tempo estaremos legando ao mundo a nossa melhor herança: homens de bem, por nós formados.

http://www.reflexao.com.br/?sect=mensagens&t=acaso

Redação do Momento Espírita

domingo, 24 de março de 2013

Apelo de um idoso





Quem é que já não teve oportunidade de conhecer uma pessoa idosa, enferma, dependente, carente, solitária? 

Talvez você tenha essa pessoa dentro do seu próprio lar. Uma mãe ou um pai nocauteado pela enfermidade ou pelas debilidades impostas pelo peso da idade. 

Esse alguém, que ontem era forte e dinâmico, agora se movimenta com lentidão e, às vezes, nem se movimenta, tornando-se totalmente dependente da vontade alheia. 

Se você tem uma mãe, um pai ou outro familiar nessas condições, pare um pouco; olhe nos olhos dessa pessoa e tente ler seus mais secretos pensamentos. 

Talvez você possa ler em seus olhos tristes ou em seus lábios mudos um apelo comovente, que não tem coragem de verbalizar. 

É, se pudéssemos ouvir o apelo de um idoso, talvez ele fosse mais ou menos assim: 


Você, que está na flor da idade, considere que o despertar da vida é como o amanhecer. Tudo fica mais quente e mais alegre. 

Mas o amanhecer não é eterno e a ele se sucedem outras fases do dia...o meu apelo é para que as crianças de hoje não esqueçam dos seus idosos de amanhã. 

É para que os mais jovens relevem a minha mão trêmula e meu andar hesitante. Amparem-me por favor. 

Se minha audição não é boa e tenho que me esforçar para ouvir o que você está dizendo, tenha compaixão. 

Se minha visão é imperfeita e o meu entendimento é escasso, ajude-me com paciência. 


Se minhas mãos tremem e derrubam tantas coisas no chão, por favor, não se irrite, tentei fazer o melhor que pude. 

Se você me encontrar na rua, não faça de conta que não me viu; pare para conversar comigo; sinto-me tão só. 

Se, na sua sensibilidade, me encontrar triste entre tantos que também estão, simplesmente partilhe um sorriso comigo e com eles. Seja solidário, eu necessito apenas de um pouco de carinho. 

Se lhe contei pela terceira vez a mesma história, não me repreenda, simplesmente ouça-me. Se não falo coisa com coisa, não caçoe de mim. 

Se estou doente e caminhando com dificuldade, não me abandone, preciso de um braço forte que ampare meus passos... 


Sabe..., já vivi muitas primaveras, e sinto que o outono derradeiro se aproxima... 

Eu sei que o ocaso da vida é como o entardecer... 

Indica que é chegado o momento de partir... 

Por isso lhe peço que me perdoe se tenho medo da morte e ajude-me a aceitar o adeus... 

Fique mais tempo comigo... Para me dar segurança... 

Os cabelos brancos e as rugas em meu rosto não impedem que eu queira repousar minha cabeça num colo seguro... 

Sei que o trem da vida logo irá parar nesta estação, e eu terei que embarcar... 


Sei também que terei que ir só, como só desembarquei nesta estação um dia... 

Por tudo isso eu lhe peço para que não me negue a sua atenção e o seu carinho. 

Logo estarei deixando esta vestimenta surrada pelo tempo, e rumarei para outra dimensão da vida, da vida eterna... 

Eis meu apelo... Que pode também ser o seu, logo mais... 

*** 

O ocaso da vida é como o entardecer... 

Indica que é chegado o momento de partir... 

Mas, nem sempre a hora de partir se dá no entardecer... 

Há aqueles que retornam no mesmo trem que chegam. 

Há os que se demoram por aqui apenas algumas horas, dias, meses... 

A única certeza é que todos retornamos um dia para a pátria verdadeira, que é a pátria espiritual. 

Por essa razão, vale a pena viver intensamente cada minuto, dando à vida a importância que ela tem. 



E viver intensamente é enaltecer o tempo, no desenvolvimento das nobres virtudes que o Criador depositou na intimidade de cada filho Seu.

http://www.reflexao.com.br/?sect=mensagens&t=ler&id=101

Redação do Momento Espírita, com base em algumas frases de autoria desconhecida.

sexta-feira, 8 de março de 2013

Pgm Diálogo Espírita - sábado 09.03.2013

8 de Março

ORSON PETER CARRARA: Recordações de gratidão

Acessem:
ORSON PETER CARRARA: Recordações de gratidão:             Como sabem o s leitores, sou natural de Mineiros do Tietê-SP e desde que me dei conta de minha própria existência, ...

No Reino Da Palavra




Não grite.

Conserve a calma.

Use a imaginação sem excesso.

Fale com inteligência, sem exibição de cultura.

Responda serenamente em toda questão difícil.

Evite a maledicência.

Fuja a comparações, a fim de que seu verbo não venha a ferir.

Abstenha-se de todo adjetivo desagradável para pessoas, coisas e circunstâncias.

Guarde uma frase sorridente e amiga para toda situação inevitável.

Recorde que Jesus legou o Evangelho, exemplificando, mas conversando também.

Pelo Espírito André Luiz

XAVIER, Francisco Cândido. Aulas da Vida. Espíritos Diversos. IDEAL.

Aos Consumidores de Drogas



Talvez você já tenha dito ou ouvido a infeliz afirmativa: Se eu uso drogas, o problema é meu, e ninguém tem nada a ver com isso. A droga só a mim prejudica. 

Se você pensa dessa maneira, gostaríamos de lhe convidar a fazer algumas reflexões a respeito, sob outro ponto de vista. 

Você já deve ter visto, ao vivo, pela TV ou nos jornais, a triste imagem de uma criança de oito anos de idade ou de um adolescente de doze, com uma metralhadora na mão, a serviço dos traficantes de drogas, não é mesmo? 

São cenas chocantes e deprimentes, você há de convir... 

No entanto, você jamais deve ter pensado que, usando drogas, está colocando o dinheiro na mão do traficante para que ele compre a arma e a coloque nos ombros dessas crianças. 

Você já deve ter visto o sórdido espetáculo de uma mãe desesperada, com o coração sangrando e o rosto banhado em pranto, debruçada sobre o cadáver do filho querido que foi morto tentando fazer com que a mercadoria chegasse às suas mãos. 

Você, que é consumidor, talvez não tenha se dado conta, mas é um dos responsáveis pela violência gerada nesse disputado mercado das drogas. 

Você, que é usuário de drogas, ainda que seja de vez em quando, está contribuindo com a corrupção nutrida no submundo das drogas, e fomentando a disputa sangrenta pelo consumidor, que enche os bolsos dos poderosos do tráfico, dizimando vidas e matando esperanças. 

Lamentavelmente, a grande maioria desses consumidores não percebe que o mal que causam está longe de ser um problema seu, como afirmam. 

Não se dão conta de que seu vício é alimentado com sangue e lágrimas de muitos. 

Em nome da satisfação de seu egoísmo, o consumidor de drogas deixa um rastro de sangue sem precedentes... E responderá por isso perante as Leis Divinas, sem dúvidas. 

As mídias noticiaram o assassinato de um jornalista, que foi executado a sangue frio pelos donos do pedaço, que ele invadira, no cumprimento do seu dever de profissional comprometido com a verdade. 

O povo se manifestou. Houve passeatas, protestos e pedidos de justiça. Muito louvável, não há dúvida. 

Mas, quantos daqueles que empunharam a bandeira da paz e da justiça não terão contribuído para que aquela execução se realizasse? 

Quantos executivos que, sentados em suas poltronas de luxo criticam a violência, sem se dar conta de que esta é alimentada pela farta mesada que colocam nas mãos de filhos viciados. 

Você há de concordar que não haveria esse mercado infame das drogas se não houvesse o consumidor.

Quando vemos a cínica expressão de um prisioneiro que comanda o terror de dentro da prisão, temos que admitir que ele age dessa forma porque tem costas quentes, e está seguro de que nada lhe acontecerá. 

E você, que é consumidor de drogas, está financiando esse mercado bilionário, alimentando esses tiranos cruéis que enriquecem graças a sua frágil vontade de encarar a vida de frente e de mente lúcida. 

Mas essas não são as únicas desgraças que um viciado provoca. Há aquelas que acontecem dentro do seu próprio lar. Aquelas capazes de dilacerar um coração de mãe ou de pai, de irmão ou de filho, com atitudes inconsequentes e egoístas. 

Se você ainda não havia pensado nessa questão sob esse ponto de vista, pense agora. 

E, se pensar com sinceridade, perceberá que o vício está longe de ser um problema só seu, que só a você prejudica. 

Faça um balanço urgente e tome a decisão acertada: boicote as drogas. Empobreça esses abutres que se alimentam das vidas dos dependentes descuidados. 

Se lhe faltarem as forças, busque ajuda de profissionais especializados e confie seu coração àquele que foi e continua sendo o maior Psicoterapeuta de todos os tempos: Jesus Cristo. 

Seu atendimento é gratuito, basta buscá-Lo através da oração. 

Se as drogas ainda não destruíram por completo o seu senso crítico, reflita agora sobre tudo isso e mude o rumo dos seus passos. 

Temos certeza de que você conseguirá.

http://www.reflexao.com.br/?sect=mensagens&t=ler&id=1218

Redação do Momento Espírita.

Contato

Fique à vontade para escrever mensagens, opinando e criticando. Tudo com muito critério, responsabilidade e respeito. Para entrar em contato, basta fazer seu comentário no campo "Mural de Recados"

Cadastre seu e-mail para receber nossas postagens

Mural de Recados

Nome

E-mail *

Mensagem *

Total de visualizações de página

Google Apps for Work

Page-level ads

Google+ Followers