Espiritismo

https://blogoliviaespirita.blogspot.com.br/2016/08/espiritismo-tem-dogmas-o-espiritismo.html



http://www.institutoandreluiz.org/espiritismo.html



O QUE É ESPIRITISMO?



É o conjunto de princípios e leis, revelados pelos Espíritos Superiores, contidos nas obras de Allan Kardec que constituem a Codificação Espírita:



O Livro dos Espíritos,

O Livro dos Médiuns,

O Evangelho segundo o Espiritismo,

O Céu e o Inferno e A Gênese.



“O Espiritismo é uma ciência que trata da natureza, origem e destino dos Espíritos, bem como de suas relações com o mundo corporal.”



Allan Kardec (O que é o Espiritismo – Preâmbulo)



“O Espiritismo realiza o que Jesus disse do Consolador prometido:

conhecimento das coisas, fazendo que o homem saiba donde vem, para onde vai e por que está na Terra; atrai para os verdadeiros princípios da lei de Deus e consola pela fé e pela esperança.”



Allan Kardec (O Evangelho segundo o Espiritismo

– cap. VI – 4).



O QUE REVELA:

Revela conceitos novos e mais aprofundados a respeito de Deus, do Universo, dos Homens, dos Espíritos e das Leis que regem a vida.
Revela, ainda, o que somos, de onde viemos, para onde vamos, qual o objetivo da nossa existência e qual a razão da dor e do sofrimento.




SUA ABRANGÊNCIA:
Trazendo conceitos novos sobre o homem e tudo o que o cerca, o Espiritismo toca em todas as áreas do conhecimento, das atividades e do comportamento humanos, abrindo uma nova era para a regeneração da Humanidade.
Pode e deve ser estudado, analisado e praticado em todos os aspectos fundamentais da vida, tais como: científico, filosófico, religioso, ético, moral, educacional, social.




SEUS ENSINOS FUNDAMENTAIS:
Deus é a inteligência suprema, causa primeira de todas as coisas. é eterno, imutável, imaterial, único, onipotente, soberanamente justo e bom.




O Universo é criação de Deus. Abrange todos os seres racionais e irracionais, animados e inanimados, materiais e imateriais.



Além do mundo corporal, habitação dos Espíritos encarnados, que são os homens, existe o mundo espiritual, habitação dos Espíritos desencarnados.



No Universo há outros mundos habitados, com seres de diferentes graus de evolução: iguais, mais evoluídos e menos evoluídos que os homens.
Todas as leis da Natureza são leis divinas, pois que Deus é o seu autor.




Abrangem tanto as leis físicas como as leis morais.
O homem é um Espírito encarnado em um corpo material.




O perispírito é o corpo semimaterial que une o Espírito ao corpo material.



Os Espíritos são os seres inteligentes da criação. Constituem o mundo dos Espíritos, que preexiste e sobrevive a tudo.
Os Espíritos são criados simples e ignorantes. Evoluem, intelectual e moralmente, passando de uma ordem inferior para outra mais elevada, até a perfeição, onde gozam de inalterável felicidade.




Os Espíritos preservam sua individualidade, antes, durante e depois de cada encarnação.
Os Espíritos reencarnam tantas vezes quantas forem necessárias ao seu próprio aprimoramento.
Os Espíritos evoluem sempre. Em suas múltiplas existências corpóreas podem estacionar, mas nunca regridem. A rapidez do seu progresso intelectual e moral depende dos esforços que façam para chegar à perfeição.


Os Espíritos pertencem a diferentes ordens, conforme o grau de perfeição que tenham alcançado: Espíritos Puros, que atingiram a perfeição máxima;

Bons Espíritos, nos quais o desejo do bem é o que predomina;

Espíritos Imperfeitos, caracterizados pela ignorância, pelo desejo do mal e pelas paixões inferiores.
As relações dos Espíritos com os homens são constantes e sempre existiram.


Os bons Espíritos nos atraem para o bem, sustentam-nos nas provas da vida e nos ajudam a suportá-las com coragem e resignação.

Os imperfeitos nos induzem ao erro.



Jesus é o guia e modelo para toda a Humanidade.



E a Doutrina que ensinou e exemplificou é a expressão mais pura da Lei de Deus.

A moral do Cristo, contida no Evangelho, é o roteiro para a evolução segura de todos os homens, e a sua prática é a solução para todos os problemas humanos e o objetivo a ser atingido pela Humanidade.

O homem tem o livre-arbítrio para agir, mas responde pelas conseqüências de suas ações.
A vida futura reserva aos homens penas e gozos compatíveis com o procedimento de respeito ou não à Lei de Deus.




A prece é um ato de adoração a Deus. Está na lei natural e é o resultado de um sentimento inato no homem, assim como é inata a idéia da existência do Criador.
A prece torna melhor o homem. Aquele que ora com fervor e confiança se faz mais forte contra as tentações do mal e Deus lhe envia bons Espíritos para assisti-lo. é este um socorro que jamais se lhe recusa, quando pedido com sinceridade.




(Fonte: FEB e SobreSites)






Pesquisar este blog

Rádio Bom Espírito

Rádio Bom Espírito
24 horas por dia uma programação exclusivamente espírita para todos vocês.

Arquivo do blog

Role a barra

ROLE A BARRA PARA VER TODAS AS PUBLICAÇÕES


Tradutor Google

BEM VINDOS À ÊSSE BLOG

BEM VINDOS À ESSE BLOG


Kardec diz:


"Conhece-se o verdadeiro espíríta pela sua transformação moral e pelo esforço que emprega para domar suas más inclinações"


Seja Bem Vindo!



"Para mim, as diferentes religiões são lindas flores, provenientes do mesmo jardim.

Ou são ramos da mesma árvore majestosa.
Portanto, são todas verdadeiras."

Mahatma Gandhi








sábado, 24 de novembro de 2012

BLOG ESPÍRITA OLÍVIA: AO IRMÃO AFASTADO

Clique aqui para acessar o artigo:
BLOG ESPÍRITA OLÍVIA: AO IRMÃO AFASTADO: Emmanuel Dizes-te, por vezes, sob desalento e cansaço e que já não consegues  abraçar qualquer tarefa na seara do bem. Entretanto,...

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Duas Dimensões 3

Link Direto
http://youtu.be/bBJPeM9nb_w

União da realidade da alma com a técnica da área médica - Gilson Luis

Link Direto
http://youtu.be/WyzlCbhi0oI

PALESTRA COM ROBSON PINHEIRO NO CENTRO ESPÍRITA BENÇÃO DE PAZ.

Link Direto
http://youtu.be/vTVY3MuhboI

A maconha não é inofensiva, como sempre se apregoou

O CONSOLADOR

A maconha não é inofensiva, como sempre se apregoou 
Em julho do ano passado focalizamos no editorial da edição 218 desta revista o tema descriminalização do consumo da maconha no Brasil, ocasião em que publicamos a Carta de princípios firmada em Belo Horizonte pelos médicos espíritas que ali participaram do VIII Congresso da Associação Médico-Espírita do Brasil, conhecido também pela sigla Mednesp 2011. Eis o link que permite ao leitor acessar o mencionado editorial -http://www.oconsolador.com.br/ano5/218/editorial.html

Os ridículos boatos do fim do mundo Que fazem muita gente boba sofrer


http://blog-espiritismo.blogspot.com.br/2012/11/alamar-os-ridiculos-boatos-do-fim-do.html
 
 
Como vem acontecendo por muitos séculos, mais um boato de fim de mundo está no ar para assustar, amedrontar e angustiar muita gente boba e ingênua, que não se dispõe a raciocinar em cima desse tipo de questão.
 
Os boateiros irresponsáveis e insensatos preparam as suas argumentações de forma tão bem elaborada, que passam a impressão de estarem falando a verdade, supostamente com base em alguma coisa consistente e segura.
 
Sempre inventam um nome de alguém e dizem que é cientista da NASA ou PHD de alguma universidade americana ou alemã, para que a palhaçada se instale mesmo na mente das pessoas como algo real.
 
Quando ocorre algum incidente meteorológico, então, aí que eles aproveitam mesmo para fazerem circular com grande intensidade esses boatos, quando, pessoas outras, também movidas pelo mesmo coeficiente de idiotice, saem retransmitindo para tudo quanto é canto, contribuindo com a onda de amedrontar e angustiar os fracos de espírito.
 
Agora, recentemente, acabou de acontecer aquela mega tempestade nos Estados Unidos, que alagou uma parte de Nova York e causou alguma destruição, exatamente como aconteceu por outras tempestades, em outras épocas ao longo de todos os séculos que vem se sucedendo.
Aí os palhaços dão carga às suas ações, porque o perverso interesse em ver pessoas sofrendo fala sempre mais alto.
 
“Estão vendo? Olha aí, já está começando, isto é um sinal que o fim está próximo!”
 
Disseram a mesma coisa quando ocorreu o tsunami do Japão, o terremoto do Haiti, o grande tsunami de 2004 da Indonésia e vários países, os terremotos do México, terremotos do Chile... etc.
 
 

E vão continuar dizendo, toda vez que algo semelhante voltar a acontecer na Terra.
 
As pessoas não param para pensar que esse tipo de boataria já é costumeiro, que sempre existiu e que continuará a existir.
 
Antes de Jesus já havia o costume desta mesma conversa de fim de mundo. Quando houve o terremoto na região de Sodoma e Gomorra, ação que a cultura da época não sabia o que era, por conta da ignorância do povo, inventaram que foi Deus que destruiu aquela região e atribuíram a uma série de motivos. 
     
Depois que Jesus foi assassinado, inventaram outro que dizia que do ano 100 o mundo não passaria, foi quando surgiu inclusive o livro do Apocalipse, escrito por João, bem idoso e já caducando. Inventaram a tal besta do apocalipse e haja terror.
 
O ano 100 passou e não houve fim de mundo nenhum.
 
Aí transferiram para o ano 200, continuaram com a boataria que amedrontava os inseguros, mas o ano 200 chegou e não ocorreu fim de mundo nenhum.
 
Todo e qualquer novo terremoto, furacão, tsunami, erupção de vulcão ou enchente que ocorresse no mundo, ao longo dos tempos, era lido como início desse tal fim do mundo.
 
Aproxima-se o ano 1000 e inventa-se novamente, que dele o mundo não passaria. O ano 1000 chegou e não houve fim de mundo nenhum.
 
 

Aparece Nostradamus, que escreve um monte de bobagens catastróficas, e os arautos da idiotice o utilizam para tentar dar mais credibilidade às suas monstruosas profecias: O mundo vai acabar, o fim está próximo!! 
 
Surge a guerra dos cem anos e aproveitam, novamente, para dizerem que é o fim do mundo.
 
Surge a segunda guerra mundial, com Hitler fazendo as suas atrocidades, inventa-se, mais uma vez, que é o fim do mundo que está próximo.
 
Inventaram o terceiro segredo de Fátima, que a igreja não revela nunca, para que a população católica fique amedrontada com o tal fim do mundo.
 
Vários boatos ocorreram durante todo o decorrer do século XX, até que se aproxima o ano 2000.
 
Misericórdia! aí com a proliferação dos meios de comunicação, rádio, televisão, jornais, revistas, internet e todo tipo de instrumento para multiplicar a palhaçada, a boataria tomou uma dimensão enorme.
 
Um ridículo líder religioso levou todos os seus seguidores fanáticos e irracionais a se suicidarem, com essa conversa fiada de fim do mundo.
 
Algumas igrejas, que se auto rotulam como evangélicas, começaram a intensificar o amedrontamento das pessoas, com essa praga de fim de mundo, novamente, prometendo a tal volta de Jesus, e a angústia popular se intensificou.
 
Num debate com pessoas que apostavam nessa tal “verdade”, e que diziam ter certeza absoluta de que aquilo que o seu pastor dissera iria acontecer, porque “estava escrito”, eu fiz o seguinte desafio:
 
“Já que você tem tanta certeza assim, certeza absoluta de que de fato o mundo vai acabar no ano 2000, então, certamente, nada que a gente tem vai servir para nada, não é verdade? Então passe todos os seus bens para o meu nome: sua casa, seu carro e todas as coisas que você tem, mas de uma forma que eu só possa apoderar-me deles a partir de 1 de janeiro de 2001”.
 
Pergunte se alguém passou.
 
Só rindo, né?
 
É aí que a gente percebe o quanto a fé de muitas pessoas é fajuta, o que chamamos de “fé cega”, porque não tem consistência, não se baseia em lógica e em razão.
 
Papo de fim do mundo é uma das conversas mais bestas que existe na sociedade.

 
Há muito interesse por trás desses boatos


 
Os boatos sobre fim de mundo sempre ocorrem para atender a vários interesses comerciais e esse agora, de que tudo vai acabar em dezembro, faz parte de tudo isto.
 
Os consultórios dos Psicólogos e de Psiquiatras enchem, de médicos de outras especialidades também enchem, porque quando a pessoa está amedrontada, apavorada, angustiada e apavorada todo o sistema do corpo é afetado. 
     
As clínicas de repouso faturam.
 
A indústria de medicamentos tranqüilizantes passa a vender bilhões de dólares em remédios, por conta das indicações médicas e das auto-medicações.
A indústria editorial de livros de auto-ajuda fatura.
 
Em vários países a indústria de materiais de construção de alta resistência fatura bilhões de dólares, porque muita gente começa a fabricar bunks com medo de ataque nuclear.
 
 


As igrejas aumentam assustadoramente os seus faturamentos, porque a ignorância popular entende que procurando por elas está garantindo algum privilégio com Deus. E haja aumento DNA arrecadação de dízimos, trízimos e ofertas. (trízimo é o novo sistema adotado por algumas igrejas: 10% para o Pai, 10% para o Filho e 10% para o Espírito Santo).



 
Religião adora inventar boato de fim do mundo, porque é onde o faturamento mais aumenta.
 
Muitas meninas novas, menores de idade, se apressam a experimentar o sexo, sem preservativo, já que tudo vai acabar mesmo. Daí a indústria do aborto fatura em cima.
 
A indústria dos cartões de crédito fatura, porque muita gente irracional, achando que já estamos na iminência do fim, faz um monte de compras para aproveitar bem, imaginando que não vão precisar pagar. Aí com os débitos altos, tem que entrar no crédito rotativo que é a coisa que as operadoras mais gostam.
Há gente que vende o seu patrimônio bem barato, porque quer o dinheiro para aproveitar bem o fim. Aí os espertalhões aproveitam.
 
Enfim, são muitos interesses, os mais calhordas e sem vergonhas possíveis.
 
De fato um dia o nosso sistema terá um fim

 
 
 
Especula-se que um dia o Sol se apagará, como várias estrelas que tiveram fim, o que, por conseqüência, afetará os planetas que estão ao seu redor, mas isto daqui há alguns BILHÕES de anos, o que não é motivo para humano nenhum se preocupar.
 
Infelizmente poucas pessoas têm idéia do que significam bilhões de anos.
 
Pode haver possibilidade disto acontecer antes? 
 
Pode sim, talvez daqui alguns MILHÕES de anos. 
 
Seria uma diferença enorme, não é verdade?
Mesmo assim é tempo demais.
Jesus esteve aqui na Terra, em corpo humano material, praticamente ontem, ou seja, há 2.000 mil anos apenas. Aquela estória de Adão, Eva e a Cobra, contada pelas religiões, consta que aconteceu aproximadamente 6.000 anos. 
     
Ora, dois mil ou seis mil anos, em relação a bilhões de anos, são considerados segundos, mas para nós é tanto tempo que não conseguimos nem dimensionar.
 
Há estrelas que estamos vendo nos céus das noites de hoje que já se apagaram há muito tempo.
 
Ora, mas como estamos vendo, se elas já se apagaram?
 
É que as suas luzes saíram de lá há bilhões de anos e só estamos vendo agora.

 
As tragédias continuarão normalmente


 
Do mesmo jeito como vem acontecendo a milhões de anos, os incidentes e acidentes na Terra continuarão a acontecer.
 
Virão vários terremotos, furacões, ciclones, tsunamis, enchentes, desabamentos, maremotos, gigantescas tempestades como a que ocorreu agora nos Estados Unidos... tudo isto continuará a acontecer naturalmente, muitos lares serão destruídos e muita gente morrerá, assim como morreu em Sodoma e Gomorra, há tanto tempo.
 
Aviões cairão, navios naufragarão, guerras acontecerão e talvez até alguma bomba nuclear explodirá em alguma região, matando muita gente, devido as essas ameaças de Irã, Israel e Coréia do Norte. Tudo isto é previsível.
 
E daí?
 
A Terra continuará girando em torno do seu eixo e a aproximadamente 1.600 Km/hora em torno do Sol, a Lua continuará a 380.000 Km de distância da Terra, e por aí vai. 

      
Ah, mas um grande cometa ou meteorito pode colidir com a Terra, aí será o fim!!!

 
Tudo bem, isto é possível sim, há uma probabilidade.
 
Mas raciocine bem em cima dessa probabilidade.
 
Quando você perceber voando pela sua casa algum mosquito, tipo pernilongo, muriçoca ou carapanã experimente pegar alguma coisa, menor do que ele, obviamente, e jogá-la em sua direção pra ver se você consegue acertar.
 
A probabilidade será tão infinitamente pequena que é praticamente desprezível. 
     
E ainda tem uma coisa: Os mosquitos não têm a camada atmosférica em volta deles para protegê-los de ser atacados.
 
 
Quem tem medo é gente besta


 
Eu sei que tem gente, que você conhece (eu também conheço), que morre de medo e vive apavorada com o tal boato de que o mundo vai acabar agora em dezembro.
 
Tente explicar isto para essas pessoas e mostra o quanto elas estão sendo ingênuas.
 
Quanto aos boateiros, aqueles idiotas que vivem alimentando essa conversa, com papo de calendário Maia e outras bobagens, faça um desafio a eles, que dizem ter tanta certeza disto:
 
Já que o mundo vai acabar mesmo e nada vai mais servir para você, então vamos ao cartório agora e passe todos os seus bens para o meu nome.
 
Duvido que eles vão. Não vão mesmo.
 
Entre o ano de 1997 e 1999, pelo meu programa de televisão, eu fiz este desafio para vários religiosos que alegando estarem baseados na “palavra de Deus” me garantiam que o mundo acabaria no ano 2000.
 
Pergunte se algum topou o desafio.
 
Portanto contribuamos para eliminar este medo besta das pessoas que estão perto de nós, porque estaremos fazendo uma grande Caridade para com o nosso próximo.
 
Dezembro está entrando aí e o fim de mundo de muita gente é a bobeira de ter que gastar um monte de dinheiro em festas e formalidades de finais de ano, só porque todo mundo gasta e, por serem “maria-vai-com-as-outras”, acham que tem que fazer a mesma coisa.
 
Esse tipo de burrice que faz com que muita gente se encha de dívidas, estourando seus cartões de crédito e até utilizando limites do cheque especial para satisfazer ao interesse do comércio lojista, isto sim é final de mundo, porque promove angústias depois.
 
Eu, que não quero estar inserido no universo da idiotia popular, se tiver que comprar alguma coisa, como roupas, eletrodomésticos, etc... deixarei para fazer em janeiro, quando tudo estará em liquidação.
 
 
2013 virá e poderemos ser felizes ou infelizes
 
Isto não depende de ninguém, só depende de nós.
 
O que você plantar, em 2013, você colherá.
 
Alguns acham que se vestindo de branco na noite de 31 de dezembro garantem um bom ano novo.
 
Mas são tão bestas que fizeram a mesma coisa no ano passado, ano retrasado, repetindo há vários anos com a mesma formalidade, não viram nada de especial por conta disto e continuarão a repetir a mesma bobagem.
 
Como tem gente besta no mundo, misericórdia.

 
Abração.

 
Alamar Régis Carvalho
Analista de sistemas, escritor e ANTARES Dinastia

sábado, 10 de novembro de 2012

Madre Teresa de Calcutá - ( Filme COMPLETO )

908 ESPIRITISMO MENSAGENS DE LUZ NA VOZ DE VOZ DE CHICO XAVIER CON...

907 ESPIRITISMO MENSAGENS DE LUZ NA VOZ DE VOZ DE CHICO XAVIER CON...

906 ESPIRITISMO MENSAGENS DE LUZ NA VOZ DE VOZ DE CHICO XAVIER CAR...

903 ESPIRITISMO MENSAGENS DE LUZ NA VOZ DE VOZ DE CHICO XAVIER BUR...

904 ESPIRITISMO MENSAGENS DE LUZ NA VOZ DE VOZ DE CHICO XAVIER CAN...

902 ESPIRITISMO MENSAGENS DE LUZ NA VOZ DE VOZ DE CHICO XAVIER BEN...

905 ESPIRITISMO MENSAGENS DE LUZ NA VOZ DE VOZ DE CHICO XAVIER CAN...

901 ESPIRITISMO MENSAGENS DE LUZ NA VOZ DE VOZ DE CHICO XAVIER BAR...

900 ESPIRITISMO MENSAGENS DE LUZ NA VOZ DE VOZ DE CHICO XAVIER AUX...

899 ESPIRITISMO MENSAGENS DE LUZ NA VOZ DE VOZ DE CHICO XAVIER AMO...

898 ESPIRITISMO MENSAGENS DE LUZ NA VOZ DE VOZ DE CHICO XAVIER AMA...

897 ESPIRITISMO MENSAGENS DE LUZ NA VOZ DE VOZ DE CHICO XAVIER ALE...

895 ESPIRITISMO MENSAGENS DE LUZ NA VOZ DE VOZ DE CHICO XAVIER A M...

896 ESPIRITISMO MENSAGENS DE LUZ NA VOZ DE VOZ DE CHICO XAVIER AGR...

894 ESPIRITISMO MENSAGENS DE LUZ NA VOZ DE VOZ DE CHICO XAVIER A E...

O DIVINO AMOR MATERNAL - NO MUNDO MAIOR - ESTUDO 20

(Áudio)35ª Aula Princípios Básicos da Doutrina Espírita e o Evangelho

Tema: Lei de Liberdade Expositor: Carlos Alberto Braga Costa realizado no dia 08/11/2012 na Sala Falando em Espiritismo na Rede Amigo

O EVANGELHO DE MATEUS - ESTUDO 01

Divaldo Franco-6º Movimento Tu y la Paz-Asuncion 2012.wmv

http://youtu.be/u4IY3SXhTiM

(19 vídeos) FEB- Terceira Revelação

http://www.youtube.com/playlist?list=PL8C2407B7F1848D38

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Sequence 06~1

Inauguração novas Instalações Rede Mundo Maior - REDE AMIGO ESPÍRITA

Acesse:
Inauguração novas Instalações Rede Mundo Maior - REDE AMIGO ESPÍRITA

Curso de Humanização da Mansão do Caminho Parte 1

ESPIRITISMO - CD MOMENTO ESPIRITA - VOLUME 01 - 01 PERFIL DE JESUS

TDM e MAGNETISMO da A.B.C.E. BATUÍRA: OS MILAGRES DO EVANGELHO CURAS

Acesse:
TDM e MAGNETISMO da A.B.C.E. BATUÍRA: OS MILAGRES DO EVANGELHO CURAS: PALAVRAS do Codificador A GÊNESE, CAP. XV, OS  MILAGRES DO EVANGELHO CURAS Perda de sangue 10.  Então, uma mulher, que havia doze...

Os Mensageiros - Cap. 21 - Espíritos dementados

BOLETIM - 155 - GLADIS PEDERSEN

VT CLUBE AMIGOS DO ESPIRITISMO DESENHO ANIMADO 40 min HD

Gustavo Giroto - A Visão Espírita do Câncer - 30/10/2012

terça-feira, 6 de novembro de 2012

Centro Espírita Ismael - Mediunidade e Obsessão

Seminário espírita Dr. Francisco Cajazeiras "Valor Terapêutico do Perdão"

Aborto Por Estupro



Justo é se perguntar se foi a criança que cometeu o crime. Por que imputar-lhe responsabilidade por um delito no qual ela não tomou parte?
Portanto, mesmo quando uma gestação decorre de uma violência, como o estupro, a posição espírita é absolutamente contrária à proposta do aborto, ainda que haja respaldo na legislação humana.
No caso de estupro, quando a mulher não se sinta com estrutura psicológica para criar o filho, cabe à sociedade e aos órgãos governamentais facilitar e estimular a adoção da criança nascida, em vez de promover a sua morte legal. O direito à vida está, naturalmente, acima do ilusório conforto psicológico da mulher.

Reformador, Fevereiro de 2000.

O Jangadeiro Online é um portal com destaque para notícias do Ceará, ...

Acesse:
http://www.youtube.com/user/jangadeiroonline?feature=watch

http://youtu.be/1MDKMv-nOgw

Além da Notícia fala sobre Espiritismo

Retorna à Pátria Espiritual Cecília Rocha




Repassando do site da FEB:

Conselho Federativo Nacional
Retorna à Pátria Espiritual Cecília Rocha
Retornou ao mundo espiritual, na madrugada no dia 5 de novembro, no Centro de Tratamento Intensivo do Hospital Santa Marta, no Distrito Federal, a confreira Cecília Rocha, aos 93 anos de idade.


Cecília Rocha nasceu em Porto Alegre (RS) em 21 de maio de 1919, mas desde a infância a passou a viver na capital gaúcha, onde seus pais (José Rocha e Carmen Rocha) e irmãos (Otávio, Alberto, Mário e Fernando) fixaram residência. Em Porto Alegre, concluiu o ensino fundamental, seguido do curso secundário de magistério e o de pedagogia, com especialização em administração escolar. Exerceu o magistério de escolas de ensino fundamental, públicas e particulares, no interior e na capital do Rio Grande Sul, até a sua aposentadoria, após mais de trinta anos dedicados à profissão.

No ano de 1957, Cecília Rocha já estava em plena atividade no movimento espírita do seu Estado, atuando como evangelizadora. Neste mesmo ano, passou a dirigir a escola primária Instituto Espírita Amigo Germano, voltado à alfabetização de crianças carentes. Em 1958, participa da Confraternização de Mocidades Espíritas do Norte e Nordeste do Brasil, ocorrida em Teresina (PI), oportunidade que conheceu Divaldo Pereira Franco, a quem dedicou amizade até o final dos seus dias no plano físico. Em 1960, Cecília transfere residência temporária para a Mansão do Caminho, obra social-espírita, sediada em Salvador (BA), por dez meses, em atendimento ao convite que Divaldo lhe fizera de prestar orientações pedagógicas à escola primária ali existente. No período, teve oportunidade de viajar pelo Estado da Bahia e conhecer, de perto, o movimento espírita baiano.

Em julho de 1980, já aposentada, Cecília fixa residência em Brasília (DF), por solicitação do presidente da Federação Espírita Brasileira, Francisco Thiesen, passando a integrar a diretoria da FEB, exerceu os cargos de diretora (1980-1982) e de vice presidente, de 1983 até março de 2012. Por 31 anos, a nobre confreira se dedicou à organização e desenvolvimento da Área de Estudo, no campo experimental da FEB e do Movimento Espírita Federativo, sobretudo no que diz respeito à implantação e aperfeiçoamento das escolas de evangelização espírita infantojuvenil e estudo doutrinário espírita de adultos. Participou da elaboração e da implementação das Campanhas de Evangelização Espírita Infantojuvenil, no início juntamente com Maria Cecília Paiva, e do Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita. Promoveu inúmeros cursos e seminários de treinamento nestas duas áreas, em todo o país e no exterior. Foi coordenadora da Área do ESDE das Comissões Regionais do CFN da FEB. Coordenou atividade educacional da FEB em Santo Antonio do Descoberto (GO). Autora e organizadora de livros infantis editados pela FEB e da obra “Pelos Caminhos da Evangelização”. No ano de 2009, a Editora da FERGS lançou a obra “A Missão e os Missionários”, de Gladis Pedersen de Oliveira, focalizando “a figura de Cecília Rocha mergulhada na ação evangelizadora de corpo e alma, isto é, de mente e coração”, resgatando “todo o seu esforço em prol da evangelização da criança e do jovem”. A FEB prestou homenagens a Cecília Rocha durante o ano de 2012, em Seminário realizado em junho, e nas comemorações dos 35 anos da Campanha Permanente da Evangelização Espírita Infantojuvenil, em julho. Nas duas oportunidades, Cecília não pode comparecer em virtude de imprevistos de sua saúde.

À irmã Cecília Rocha, respeitada obreira espírita, rogamos a Jesus bênçãos de paz durante o seu retorno à Pátria Espiritual e registramos as homenagens da Federação Espírita Brasileira.

O velório será amanhã (06.11.2012), das 7h às 8:30h no cemitério Campo da Esperança – Asa Sul- Brasília-DF






Pronunciamento do Presidente da FeDF

A FeDF se une a todo o movimento espírita neste momento de saudades de uma mulher especial, que deixou um legado de fundamental importância: o estudo sério da Doutrina Espírita, a disciplina e a fidelidade doutrinária, ao mesmo tempo em que enviamos a todos as nossas melhores vibrações.

Que Jesus nos Ilumine e que a Espiritualidade Maior a receba com o todo o carinho que fez por merecer e que conquistou de todos nós que tivemos a felicidade de contar com Cecília durante todos estes anos!

Para Cecília Rocha, nossa gratidão, reconhecimento, amor e amizade eternas. E que em breve ela possa continuar a tarefa que começou no plano material.

Convidamos toda a família espírita para comparecer ao velório que ocorrerá nesta terça-feira, 6 de novembro de 7h às 8h30 no Cemitério Campo da Esperança.
César Moutinho
Federação Espírita do Distrito Federal

--
Fraternalmente,

Assessoria de Com. Social Esp. - FEDF
Federação Espírita do Distrito Federal
Sede Sudoeste: SWQM 5 / Esquina com o Habib's da 301 do Sudoeste - Brasília/DF (61) 3344-8237
Sede 408 Sul: SQS 408 Asa Sul - Brasília/DF
Endereços das casas espíritas do DF por bairro/região, horários das nossas atividades, calendário de eventos e o e-mail e fones das diversas diretorias em: www.fedf.org.br

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Mundos de Regeneração

Helsinki Final

Vídeos Espíritas

Acesse:
http://www.larespiritateresadelisieux.org/#!videos-e-msicas/cyfc

Lar Espírita Teresa de Lisieux - Site

Acesse:
http://www.larespiritateresadelisieux.org/#!home/mainPage

Palestra com Divaldo Franco no Hospital Bezerra de Menezes - REDE AMIGO ESPÍRITA

Acessem:
Palestra com Divaldo Franco no Hospital Bezerra de Menezes - REDE AMIGO ESPÍRITA

Sequence 01~1

Link Direto
http://youtu.be/FcaUFSQaue8

A Violência na Visão Espírita


“— Não há no Espiritismo, em seu corpo de doutrina, rigorosamente, uma doutrina criminológica que possa explicar a origem da violência. É verdade, todavia, que as suas teses cardeais incidem fundamentalmente, inevitavelmente, sobre algumas teses da Criminologia e da Psicologia Social. Uma delas, por exemplo, é a do criminoso nato. A filosofia espírita afirma que a predisposição criminal, ou a disposição para o até violento, vem do espírito e não das glândulas, ou de condição instintiva da criatura, o que revelaria uma condição de imperfeição do Criador”.


O que a ciência vê como uma deformação de ordem puramente constitucional ou como instinto primordial do homem, ou, ainda mesmo, como aprendizado ou herança eminentemente cultural, a ciência espírita compreende por outro prisma, porque leva em consideração, sobretudo, os “antecedentes espirituais”, isto é, o conjunto de disposições e tendências do espírito, e não, propriamente, as anomalias e deficiências da constituição somática ou da estrutura psíquica ou social do indivíduo.


O Espiritismo não deixa de conhecer as ações advindas das glândulas ou das pressões sociais e instintivas da criatura. Entretanto, o que ele defende é que nenhum desses fatores tem predominância absoluta porque a maior ou menor propensão para a violência depende, principalmente, do grau de atraso ou adiantamento do espírito.


O germe da criminalidade ou da violência está em relação com o estado moral do espírito. As anomalias corporais são instrumentos adequados aos espíritos em determinados tipos de reencarnação, ou seja, há uma evidente correspondência entre a constituição somática e as provas pelas quais a criatura deverá passar.


O Espiritismo, entretanto, não leva suas conclusões ao determinismo absoluto. Em primeiro lugar, porque toda a sua estrutura filosófica-moral parte da premissa da responsabilidade do indivíduo pelos seus próprios atos e, depois, porque a subordinação do indivíduo as influenciações do organismo e das condições sociais estão na dependência da evolução moral do mesmo.


A visão espírita do que seja o livre arbítrio e o determinismo é de fundamental importância para o que pretendemos explicar. Para o Espiritismo, eles são conceitos complementares, porque coexistem em relação ao grau de adiantamento ou não do espírito. Só existe livre-arbítrio quando também está presente a responsabilidade.


A Doutrina Espírita admite o determinismo, mas é importante lembrar que, em sua abordagem, encontraríamos um determinismo “divino”, que é a aquisição do estado de felicidade (uma fatalidade que foi “imposta” a todos nós), e um determinismo “relativo”, em que o espírito recebe suas sanções morais sobre a base de provas e expiações, através das reencarnações sucessivas.


O Espiritismo, no entanto, possui, como um dos seus alicerces doutrinários, o livre-arbítrio, quando podemos ver, na prática, criaturas que conseguem, na razão de seu desenvolvimento espiritual, vencer suas próprias inibições físicas e resistir às pressões do meio onde vivem, sem fugir das experiências do mundo e sem apelar para qualquer meio de fuga.


Sendo assim, a Doutrina Espírita entende o violento como um doente espiritual e não como produto do meio social nem como resultado de uma degenerescência hereditária e, muito menos ainda, como um ser criado com instinto destruidor, do qual ele não pode fugir. Se o indivíduo fosse fruto de seu meio, toda a sociedade bem organizada teria como produto homens de bem. Do mesmo modo, se admitíssemos a tese da hereditariedade, o grau de criminosos numa família oriunda de pais criminosos teria que ser mais elevada do que vemos normalmente.


A tese instintivista, que atribui ao homem um instinto de destrutividade (em que fatalmente o homem iria se destruir), vai de encontro à visão espírita de Deus, já que a presença desse instinto, assim compreendido, não é compatível com a percepção de um Pai de Bondade e Amor.


(...) A Agressividade, lembra-nos Joanna de Angelis, “reponta desde os primeiros dias de vida infantil e deve ser disciplinada pela educação, na sua nobre finalidade de corrigir e criar hábitos salutares.”


A mais importante terapêutica é a prevenção. Ela exige que todos os adultos busquem o exercício do amor, sob a inspiração da doutrina de Jesus, entendam que precisamos nos moralizar, para que possamos realmente educar as novas gerações e oferecer-lhes um ambiente mais sadio e humano.


Richard Simonetti nos lembra que “quando a contenção da violência deixar de ser um problema policial e se transformar em questão de disciplina do próprio indivíduo; quando a paz for produto não da imposição das leis humanas, mas da observação coletiva das leis divinas, então viveremos num mundo melhor.”


Na realidade, o que observamos nos dias atuais é a leviandade de muitos mestres e educadores imaturos, sem habilitação moral para tais propósitos, ou seja, para a educação de novos indivíduos que aportam na crosta terrestre, facilitando a disseminação da violência e da crença de que esta forma de agir é capaz de resolver os problemas da humanidade.


O homem renovado espiritualmente deverá investir contra a chaga da violência através de sua ação reestruturante da sociedade, buscando suprimir a injustiça social, lutando contra todas as situações que fomentam a miséria econômica e instigam o ambiente pernicioso que ora vige, combatendo, acima de tudo, o orgulho, o egoísmo e a indiferença presente no coração de cada um. Nessa visão, o homem entenderá que ninguém pode se omitir sabendo que todo tributo de amor, como a paciência e todo o fruto de luz, como saber, são valiosos tesouros para o futuro na aquisição da paz tão almejada.


Diz o mestre Jesus, em o Sermão da Montanha: “Bem-aventurados os mansos porque eles herdarão a Terra”, numa alusão clara de que só aqueles que vencerem seus impulsos violentos, fazendo-se construtor da paz, terá a oportunidade de habitar a Terra em seu período de regeneração.”


Jaider Rodrigues e Roberto L.V. de Sousa


Trecho do trabalho dos Drs. Jaider Rodrigues e Roberto Lúcio Vieira de Souza, intitulado “Visão Psicológica da Violência”, publicado no Boletim Médico-Espírita n.° 10

Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/accao-do-dia/a-violencia-na-visao-espirita/#ixzz2BMxMFpgm

Contato

Fique à vontade para escrever mensagens, opinando e criticando. Tudo com muito critério, responsabilidade e respeito. Para entrar em contato, basta fazer seu comentário no campo "Mural de Recados"

Cadastre seu e-mail para receber nossas postagens

Mural de Recados

Nome

E-mail *

Mensagem *

Total de visualizações de página

Google Apps for Work

Page-level ads

Google+ Followers